VOCÊ SABE O QUE É DOMÓTICA?

Segundo a Wikipedia,  Domótica é uma tecnologia  que permite a gestão integrada de todos os recursos eletrônicos disponíveis em uma residência. O termo “Domótica” resulta da junção da palavra latina “Domus” (casa) com “Robótica” (controlo automatizado de algo). É este último elemento que rentabiliza o sistema, simplificando a vida diária das pessoas, satisfazendo as suas necessidades de comunicação, de conforto e segurança. Quando a domótica surgiu (com os primeiros edifícios, nos anos 80) pretendia-se controlar a iluminação, climatização, a segurança e a interligação entre os mesmos.

“Desde que o Homem se tornou sedentário que as habitações foram usadas como meio de abrigo e de protecção. Com os avanços da civilização, surgiram os edifícios onde grupos de pessoas se reuniam e comunicavam, onde eram estabelecidas relações de colaboração formais e informais, onde eram realizadas tarefas em grupo e onde eram mantidos repositórios de informação. Os edifícios tornaram-se o cerne das actividades de negócio e constituem hoje a base da vida urbana.”

in, Conceitos e Temas Associados aos Edifícios Inteligentes (Nunes, Renato)

Nos últimos anos, este conceito de automatização e integração dos vários sistemas citados, se expandiu do meio industrial para o doméstico, e aos poucos algumas facilidades já se tornam acessíveis no mercado. Falta ainda muito trabalho de divulgação e a desmitificação de que é um serviço de luxo, caríssimo e exclusivo. Atualmente, muitos de nós já dispomos em casa de inúmeros aparelhos eletrônicos que tempos atrás pareciam inacessíveis. Em breve, os sistemas domóticos também farão parte do cotidiano de muitas residências do nosso país.

APLICAÇÕES

A domótica utiliza vários elementos, e uma forma sistemática. Vai aliar as vantagens dos meios electrónicos aos informáticos, de forma a obter uma utilização e uma gestão integrada dos diversos equipamentos de uma habitação. A Domótica vem tornar a vida mais confortável, mais segura e até mais divertida! Vem permitir que as tarefas mais rotineiras sejam executadas automaticamente. O manuseamento do sistema poderá ser feito de acordo com as suas próprias necessidades.

Nos sistemas passivos o elemento reage só quando lhe é transmitida uma ordem, dada directamente pelo utilizador ou por um comando (poderá ser uma ordem ou um conjunto de ordens). Nos sistemas mais avançados, com mais inteligência, não só interpreta ordens, como reage às circunstâncias (informação que é transmitida pelos sensores), como detectar que uma janela está aberta e avisa o utilizador, ou que a temperatura está a diminuir e liga o aquecimento. O comando que controla as casas de habitação deixa de ser uma utopia. A domótica permite, portanto, o acesso às funções vitais da casa.