Elementos Vazados – Praticidade, beleza e conforto ambiental!

Eles têm muitos nomes, formas, tamanhos e composições. há quem diga que é brega, por ser popular, outros acham requintado e sofisticado, mas a maioria das pessoas simplesmente gosta e pronto! Com criatividade e bom gosto é possível criar ambientes fantásticos se utilizando desses elementos. Vamos conhecer um pouco sobre eles agora?

Você já ouviu a palavra MUXARABI? Se alguém lhe perguntar o que é, talvez você não saiba responder de imediato, mas certamente já viu algum! Por assim dizer, ele foi um dos primeiros elementos vazados da história da arquitetura.

O Muxarabi é um elemento arquitetônico de origem Islâmica, trazido ao Brasil pelos Portugueses. Trata-se de uma estrutura treliçada, normalmente feita de madeira, com finalidade de separar ambientes e permitir ao mesmo tempo que por ele passe ventilação e também luz. O tamanho da trama que vai determinar a permeabilidade do elemento.

O muxarabi também confere privacidade ao local onde é aplicado, pois bloqueia a visão do ambiente interno e permite o jogo de “ver sem ser visto”. Em sua origem era utilizado também em locais onde ficavam as mulheres, pois elas podiam ver o que acontecia sem ter a sua intimidade devassada.

Mas engana-se quem acha que os Muxarabis são coisa antiquada e ultrapassada. De uns anos para cá, com a sustentabilidade em voga, ele voltaram com tudo na arquitetura brasileira e ganharam também diversas releituras. O nosso parente mais próximo é o tão popular COBOGÓ* e recentemente é larga a utilização de tijolos de vidro vazados também. Desde então, temos elementos vazados de todas as formas, cores e materiais.

Eles também são largamente utilizados em fachadas e também inspiram o mobiliário.

Inspire-se com a nossa galeria e tenha você também um cantinho com esses detalhes!

 Dicas para conseguir o efeito com pequenas adaptações:

  • Biombos são ótimas divisórias de ambiente para imóveis alugados.
  • Para esse efeito de elemento vazado é possível mandar adesivar vidros e esquadrias
  • Compre cobogós simples e mande pintar. Sai barato, acessível e fácil de montar.
  • É necessário um profissional habilidoso com os elementos para que o assentamento fique perfeito.
  • Cuidado com vãos muito grandes, eles podem ficar instáveis estruturalmente. Consulte sempre um especialista para evitar problemas no futuro!

*COBOGÓ – Deriva das iniciais dos sobrenomes de três engenheiros, que no início do Século XX trabalhavam na cidade de Recife e conjuntamente o idealizaram: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis.